Cesto Fechar

Sub-Total

0€

Continuar

Sobrevivência na floresta – Guia prático

Perder-se numa floresta pode ser uma experiência aterrorizante, mas sobreviver na natureza é, geralmente, uma questão de calma, bom senso, paciência, e de saber utilizar as ferramentas que o ambiente à nossa volta nos dá. Vamos dividir este guia prático em duas partes: “Preparação para a Floresta” e “Sobreviver na floresta”.


Preparação para a Floresta

Já todos fizemos caminhadas para admirar a paisagem à nossa volta. E quantos de nós, de repente, nos vimos sozinhos e perdidos? E agora, o que fazer? E se nunca mais encontrarmos o caminho para casa?


É importante estar preparado. Faça uma pesquisa, e não entre numa floresta sem primeiro ter conhecimentos sólidos dos arredores. Estudar um mapa da zona (e levá-lo consigo) aumentará as hipóteses de não ficar completamente perdido. Eduque-se também acerca dos animais, flora, e fauna da floresta que vai explorar - pode salvar-lhe a vida! Um dos livros basilares acerca deste tópico é “Bushcraft – Outdoor Skills and Wilderness Survival” de Mors Kochanski


Coma bem antes de sair e certifique-se de que informa alguém responsável para onde vai e por quanto tempo vai. Desta forma, se ocorrer algum imprevisto, alguém saberá que está desaparecido e irá alertar as autoridades responsáveis.


Leve consigo equipamento de sobrevivência, mesmo que planeie um trilho de apenas um dia. Certifique-se que leva essenciais tais como: uma faca, uma pedra de fogo, alguns fósforos num cantil à prova de água, corda (do tipo paracord 550), um apito, saco-cama, espelho de sinalização, comprimidos de purificação de água, e uma bússola. Aprenda a utilizar o equipamento, num ambiente seguro e de forma adequada, com antecedência, e não se esqueça de levar consigo um kit de primeiros socorros e uma manta térmica. Caso precise de alguma medicação ou injecção, leve-as consigo, mesmo que não planeie ficar longe o suficiente para precisar delas.


Leve consigo um meio de comunicação, tal como um telefone com bateria extra, um rádio transmissor portátil, um telefone via satélite, ou um transmissor de localização como o EPIRB. Estas são a melhor e mais rápida forma de resgate se estiver perdido ou ferido.


Estou perdido! E agora? - Sobreviver na floresta


1 Não entre em pânico. Pare, Pense, Olhe ao seu redor, e Prepare-se para sobreviver reunindo materiais (PPOP). O pânico é mais perigoso que tudo o resto, pois interfere com a sua capacidade de utilizar a sua melhor ferramenta de sobrevivência: a sua mente.


2 Oriente-se. Onde quer que se encontre, estabeleça-o como sendo o seu “ponto zero” e encontre forma de marcá-lo. Aprenda direcções básicas como o nascer e o pôr-do-sol (Este e Oeste, respectivamente) para que possa utilizá-los como uma bússola. Por exemplo: se for fim de tarde e o sol estiver à sua direita, então você deverá estar virado para Sul.


3 Fique no mesmo sítio. Não só aumentará as hipóteses de ser encontrado, mas reduz também a energia que o seu corpo gasta e, consequentemente, a quantidade de água e comida que precisará. Se estiver com outra pessoa, não se separem – ter outra pessoa consigo aumenta as hipóteses de sobrevivência.


4 Faça uma fogueira. Deverá encontrar madeira seca no “sub-bosque” da floresta e poderá utilizar cascas de árvore ou estrume seco. Uma boa regra geral é juntar madeira até achar que tem o suficiente para passar a noite, e depois reúna mais três pilhas do mesmo tamanho para se certificar de que tem mesmo madeira suficiente para passar a noite. Faça a fogueira antes de achar que irá precisar dela e mesmo que o tempo esteja quente – é mais fácil acender uma fogueira em boas condições do que ao entrar em pânico quando o sol se estiver a pôr. Uma fogueira será também fonte de conforto e segurança enquanto descobre o seu caminho para casa, mas cuidado para acender o fogo num local seguro – como uma clareira ou o mais longe possível de arbustos inflamáveis – para evitar um incêndio florestal.


5 Sinalize a sua localização. Grite, cante, assobie, bata com pedras uma na outra, faça barulho, marque a sua localização para que se veja do ar. Se estiver num prado ou montanha, faça três pilhas de folhas escuras ou galhos em forma de triângulo. Em áreas arenosas, faça um grande triângulo na areia. Três de qualquer coisa é sinal de perigo – tocar o apito três vezes, dar três tiros no ar, fazer três fogueiras em linha recta, etc.


6 Explore a área. Embora não deva andar demasiado “à deriva”, deverá explorar a zona imediatamente para tentar encontrar algo útil, mas volte sempre ao seu “ponto zero” quando estiver à procura de água, abrigo, ou o caminho para casa.


7 Encontre uma boa fonte de água o mais rapidamente possível. Numa situação de sobrevivência poderá viver até três dias sem água, mas no final do segundo dia já não estará em muito boa forma, pelo que é importante encontrar água antes disso. A melhor fonte de água é uma nascente (água corrente, sem sedimentação), mas as hipóteses de encontrar uma são pequenas. Para isso, esteja atento aos pássaros, porque eles gostam de voar perto de águas limpas. É possível encontrar água em aberturas de rochas e é também possível beber a água do orvalho, utilizando a sua roupa para a absorver e depois espremer para beber.


8 Purifique a água, fervendo-a durante três minutos, ou coloque-a numa garrafa de plástico transparente e deixe-a ao sol durante seis horas para matar a maior parte dos organismos. Se a água estiver tão cheia de sedimentos que o sol não possa penetrá-la, este método não funciona. No entanto se tiver um pouco de sal, adicione uma pitada para tentar fazer o sedimento assentar.


9 Encontre ou crie abrigo para que não fique à mercê dos elementos, mas não gaste demasiada energia em tentar construir o abrigo perfeito, ou ficará exausto. Procure uma árvore torta ou caída e empilhe galhos e arbustos verdes ao redor para repelir a água, o vento, e criar sombra. As cavernas também podem ser um excelente abrigo, mas certifique-se de que não está já ocupada por animais selvagens. Se estiver a nevar, faça uma caverna de neve, pois a neve é um excelente isolador.


10 Encontre alimentos seguros – é melhor estar com fome e saudável do que doente. Não tenha medo de comer insectos, são bastante nutritivos! Mas coza-os primeiros pois podem ter parasitas nocivos para a sua saúde, remova também as pernas, a cabeça, e as asas antes de comê-los. Se estiver perto de água, peixes são uma boa escolha. Não coma lagartas, insectos de cores vivas, ou qualquer insecto que lhe possa picar. Evite também comer quaisquer cogumelos e frutinhas que encontrar, por muito faminto que esteja – é melhor ficar com fome do que comer algo venenoso.



Rota dos túneis